Notícias

Se o Brasil é um dos mais ricos em água doce do mundo, com cerca de 12% das reservas mundiais, como tantos brasileiros estão sem água potável e sem saneamento básico? Com o novo marco do saneamento, a meta do governo federal é que 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90% ao tratamento e à coleta de esgoto até 2033. Esta meta é possível?
Estes e outros temas estarão presentes no 10º Fórum Internacional de Gestão Ambiental que ocorre em Porto Alegre, nos dias 24 e 25 de março, no auditório Alceu Collares da Famurs – Federação das Associações de Municípios do RS. O Fórum é promovido pela ARI (Associação Riograndense de Imprensa) com apoio do Ministério Público e patrocínio da Corsan, DMAE

Estudos apontam que, se a sociedade continuar consumindo plástico e lidando com esse material da forma como atualmente ocorre, em 2050 os oceanos abrigarão mais objetos plásticos do que peixes. Os impactos de tais substâncias produzidas pelos homens já são sentidas diariamente nas águas marinhas, bastando que se acompanhem as notícias de que, não raro, baleias e outros animais são encontrados mortos e em seu organismo há mais plástico do que qualquer outro elemento.
Estes e outros temas estarão presentes no 10º Fórum Intenacional de Gestão Ambiental que ocorre em Porto Alegre, nos dias 24 e 25 de março, no auditório Alceu Collares da Famurs – Federação das Associações de Municípios do RS. O Fórum é promovido pela ARI (Associação Riograndense de Imprensa) com apoio do Ministério Público e patrocínio da Corsan, DMAE

Uma importante ameaça ao nosso meio ambiente é a presença de contaminantes emergentes na água consumida pela população. Enquadram-se nesse conceito os compostos orgânicos, como fármacos, hormônios, pesticidas, produtos de higiene pessoal, que atingem as águas, poluindo rios e lagos. Esses contaminantes são fartamente utilizados na medicina humana e animal, e podem chegar ao meio aquático através do esgoto doméstico, alcançando as águas superficiais. Dependendo das circunstâncias, os contaminantes podem também atingir as águas subterrâneas.
Estes e outros temas estarão presentes no 10º Fórum Internacional de Gestão Ambiental que ocorre em Porto Alegre, nos dias 24 e 25 de março, no auditório Alceu Collares da Famurs – Federação das Associações de Municípios do RS. O Fórum é promovido pela ARI (Associação Riograndense de Imprensa) com apoio do Ministério Público e patrocínio da Corsan, DMAE

Vivenciamos em 2021 a maior estiagem nos últimos 91 anos. Esse fato gera uma forte pressão na sociedade e na economia do País, na medida em que a maior parte da geração de energia elétrica no Brasil se dá a partir de hidrelétricas. O efeito tem sido a elevação sistemática das tarifas de energia elétrica, impactando também o meio ambiente, além de pesar muito no orçamento das famílias.
Estes e outros temas estarão presentes no 10º Fórum Internacional de Gestão Ambiental que ocorre em Porto Alegre, nos dias 24 e 25 de março, no auditório Alceu Collares da Famurs – Federação das Associações de Municípios do RS. O Fórum é promovido pela ARI (Associação Riograndense de Imprensa) com apoio do Ministério Público e patrocínio da Corsan, DMAE

Metsul:

 

 


 

https://fb.watch/bKZvU6zVAD/